× iCasei

Baixe o App do nosso casamento e busque: gabrielaeluander

Baixar

Sobre os noivos

Sobre os noivos?

Nããããããããooooo, melhor dizer aonde, quando e como tudo começou... kkkkk

E pra isso ninguém melhor do que eu (Luânder)... kkkkk

Para alguns familiares e amigos o que vou dizer logo mais não é novidade, até porque já foi motivo de muita risada - e aqui o primeiro, de vários, parêntese, e de certa controvérsia, pois a minha versão não bate com a versão da Gabriela... kkkkk

Vamos lá...

Tudo começou nos idos do ano de 2009 – e aqui o segundo parêntese, antes de você pensar que já se passaram muitos anos e a Gabriela concordar falando que estava/estou enrolando... na verdade, a Gabriela quem está me enrolando, pois a minha contagem parou no dia do pedido de casamento kkkkk - quando, por acaso, vi a foto da Gabriela no celular do tio dela, Marcelo, velho amigo meu, e a partir daí começou a saga pela apresentação da sobrinha - e aqui o terceiro parêntese, uma das mais querida - ao velho amigo...

Não sei se foi porque as nossas agendas nunca estavam conciliadas, minha, da Gabriela e do Marcelo, ou se - e aqui o quarto parêntese, pelo histórico da minha amizade com o Marcelo e, principalmente, das nossas farras kkkkk - mas o fato é que nunca dava certo de eu e a Gabriela sermos apresentados...

Após muita insistência da minha parte e de várias cadeiras recusadas - e aqui o quinto parêntese, foram no mínimo umas 3 ou 4 ocasiões em que ofereci uma cadeira pra Gabriela sentar e então estabelecermos um diálogo, mas pelo visto a Gabriela não era de conversar sentada... kkkkk - finalmente, na festa de pecuária de Itapaci, Goiás - e aqui o sexto parêntese, se você não conhece a "capital federal" vide no mapa abaixo, fomos apresentados, mas a conversa não fluiu, pois, como disse e pra variar, a Gabriela recusou outra cadeira.... kkkkk

Então e como último recurso/tiro de misericórdia, criei uma conta no extinto Orkut - e aqui o sétimo parêntese, quem me conhece sabe que não sou muito antenado em rede social - para localizar a Gabriela, como de fato localizei, e iniciar um diálogo, já que as cadeiras haviam sido todas recusadas.... kkkkk

Depois de alguns dias de troca de mensagens e ligações, combinamos de sair em Goiânia, Goiás... busquei a Gabriela em casa e fomos à um bar no Setor Marista, que já fechou e não me recordo o nome, mas, desta vez, a Gabriela aceitou a minha cadeira... no mesmo dia pedi-la em namoro – e aqui o último parêntese, isso mesmo que você leu, pois não sou rapaz pra enrolar ou ser enrolado - e, após alguns segundos de reflexão, a Gabriela aceitou e aqui estamos.......................